Aves nos ombros: Perigos e Cuidados

Aves nos ombros: Perigos e CuidadosUm pirata que não é representado com um papagaio no ombro, não é um verdadeiro pirata. Mas deixar as aves ficarem no ombro dos humanos não é uma prática segura. Uma velha piada refere que há uma razão por detrás do facto de tantos piratas terem uma pala num olho.

A verdade é que a bicada de um papagaio de porte grande na face pode cegar, desfigurar orelhas, abrir lábios e implicar cirurgia reconstrutiva. Este é o pior cenário, mas mesmo um papagaio de tamanho médio pode magoar seriamente ao bicar.

Para além destas lesões, se o papagaio não estiver treinado para o voo livre, facilmente consegue fugir se o trouxer no ombro para o exterior. Mesmo que tenha as guias cortadas, pode esvoaçar e magoar-se.

É compreensível o facto de os donos quererem andar com o papagaio ao ombro. É sinal de cumplicidade e confiança entre ambos. Permite também ao dono fazer-se acompanhar pelo papagaio e manter as duas mãos livres.

Para que seja seguro uma ave permanecer no ombro de um humano, não chega que esta seja dócil e sociável. As bicadas na face às quais o dono está exposto podem não resultar da agressão do papagaio. Pode não nos parecer, mas o ombro é um sítio bastante instável para a ave, o que pode fazer com que esta se sinta insegura. Ao tentar ganhar equilíbrio, a ave pode bicar para evitar cair.

O facto de uma ave não estar preparada para permanecer no ombro do dono não implica que não seja tão boa ave de estimação como as outras. Simplesmente, é uma ave que não se sente confortável naquele local.

Antes de incentivar um papagaio a permanecer no seu ombro deve treiná-lo, sobretudo insistir nos comandos “sobe” e “desce”. Se tem um papagaio inseguro, ciumento, possessivo ou territorial, não deve deixá-lo ir para o seu ombro. Estes facilmente assustam-se com barulhos ou a chegada de desconhecidos e podem reagir bicando.

Treine o papagaio antes de o deixar subir até ao seu ombro. Comece por deixá-lo ficar na sua mão. Depois, vá progressivamente chamando-o para o ombro, mas mantenha-se sentado e o mais quieto possível. Quando o papagaio se sentir à vontade para estar ao seu ombro em diversas situações, pode andar com ele ao ombro pela casa. No entanto muitos dos acidentes acontecem com aves que os donos consideram dóceis e que nunca tinham bicado antes. Por isso, o mais seguro continua a ser manter a ave na mão ou no braço.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *