Bicar: Acabar com o mau comportamento do Papagaio

Bicar: Acabar com o mau comportamento do PapagaioBicar é um problema comportamental comum nos papagaios em cativeiro. Embora seja uma das principais razões pela quais estas aves são abandonadas ou devolvidas, a verdade é que é também um dos problemas comportamentais menos complicados de resolver nestas aves.É frequente ouvir donos de papagaios queixarem-se de que têm um papagaio que bica, contudo bicar não é um comportamento comum nos papagaios em estado selvagem. Estas aves só usam o bico desta forma para se defenderem de predadores. Em cativeiro contudo, usam-no, segundo muitos donos, sem razão aparente.

A verdade é que o papagaio usa o bico sempre com um propósito, mesmo que o dono não consiga perceber qual. Geralmente os papagaios bicam por sobrevivência ou dominância.

Em estado selvagem, quando deparado com uma situação de ameaça, o papagaio pode voar para outro sítio. Em cativeiro, o papagaio pode não ter espaço para o fazer e usa o bico para se defender de uma situação que ele considera ameaçadora, mesmo que não o seja, como por exemplo, um alarme de um carro que disparou.

A razão mais frequente para o papagaio bicar é contudo para dominar o dono e os que o rodeiam. Colocar o papagaio na gaiola quando este não quer, retirar o papagaio do ombro quando este quer lá ficar, entre outros são situações típicas em que o papagaio bica o dono.

Noutros casos, o papagaio pode bicar o dono quando outra pessoa entra na divisão ou se aproxima. O objectivo do papagaio é proteger o dono, bicando essa pessoa, mas por não conseguir, por estar longe, com o nervosismo, acaba por deslocar o comportamento para o dono.

Recompensa oculta

Tal como em todos os animais, os comportamentos que persistem são aqueles em que o animal é recompensado. Muitas vezes o dono recompensa o papagaio por morder, mesmo que inconscientemente. Ao contrário do que se possa pensar, gritar não é dar uma reprimenda a um papagaio é aliás o reforço de um comportamento. Os papagaios muitas vezes gritam por brincadeira e interpretam os sons dos humanos como uma resposta positiva.

Outro tipo de recompensa oculta é na realidade fazer o que o papagaio quer. Ou seja, se o papagaio bica o dono porque não quer sair da gaiola e se dono retirar a mão, então o papagaio percebe que se bicar o dono, este acaba por fazer aquilo que ele quer.

Como controlar o papagaio

Sempre que o papagaio bicar, não deve gritar com ele (é um reforço positivo), bater (o papagaio deixa de confiar em si) ou agarrar no bico (é visto como um jogo). Deve olhar para o papagaio e dizer um “não” calmo, mas assertivo. Depois coloque-o a fazer alguns execício de treino.

O treino do papagaio é solução para qualquer que seja a razão por que o papagaio bica. Caso seja por controlo, o treino coloca o dono como dominante e o papagaio obediente. Se for por medo, o treino vai permitir que o papagaio confie mais no dono e os comandos vão distraí-lo do foco de nervosismo.

Ensine o papagaio comandos básicos como “para cima” ou “para baixo” e aplique-os sempre que o papagaio se mostrar mais ansioso.

Assim que detectar que o papagaio se prepara para bicar, ponha-o a fazer alguns exercícios do treino. Para perceber se o papagaio se prepara para bicar deve estar atento aos sinais de nervosismo: abanar a cauda, dilatação das pupilas, crista erguida (nos que a têm), entre outros.

Quando o papagaio bicar pode também optar por o colocar imediatamente no chão. Os papagaios não gostam de estar no chão e ao associarem isso à bicada, acabam por perceber que é desvantajoso para eles. Deixe-os no chão durante um minuto e recolha-os de seguida.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *