Decifrar a Linguagem Corporal dos Papagaios

Decifrar a Linguagem Corporal dos PapagaiosApesar de conhecermos alguns pássaros como papagaios, também os periquitos e as araras entram nesta categoria. As catatuas e as caturras não são papagaios “verdadeiros”, mas partilham com eles a mesma linguagem corporal.

As aves comunicam entre elas através do canto e da linguagem corporal. Os donos, não falando a mesma “língua”, dependem da interpretação de gestos e atitudes das aves, para as melhor compreender.

Bico

Uma ave dominante enverga o bico exibindo-o aos outros, enquanto que uma ave submissa baixa o bico e esconde-o junto à plumagem.Quando uma ave mantém o bico baixo, mas ligeiramente aberto, avançando sobre o adversário, indica que está pronta a bicá-lo se necessário.

Um comportamento amigável são por exemplo os estalidos que fazem com a língua no bico. Isto significa que estão receptivos e não constituem ameaça.

Asas

Os Psitaciformes usam também as asas para comunicar:

Abrir as asas – Quando não pretendem ser incomodados, pelo dono ou outras aves, abrem ligeiramente as asas. Se o dono ou a outra ave insistirem, a ave pode abanar a asa do lado que a pessoa ou animal se aproximam. Nesta fase, o papagaio pode também abanar o bico, simulando um ataque. É a sua forma de avisar para se afastarem.

Mas como, regra geral, as aves preferem evitar confrontos, se for muito pressionada, pode deslocar-se num voo curto para evitar contacto. Se a gaiola não permitir que a ave se afaste, então o mais provável é que a ave tente atacar.

Bater as asas – Os papagaios ou periquitos batem as asas para chamar a atenção do dono ou outras aves ou para mostrar entusiasmo. Podem também fazer esse movimento para se exercitarem ou refrescarem o corpo.

Penas

As penas são também uma forma importante de comunicar, conforme estejam eriçadas ou em posição normal. Neste último caso, as penas indicam que a ave se encontra relaxada.

Durante a época da muda, é normal ver as aves a levantar as penas. Isto ajuda à limpeza entre as penas, sobretudo na remoção de lixo e parasitas. As penas podem ser levantadas para aliviar a tensão, uma espécie de “espreguiçar”. Se as penas se manterem levantadas durante muito tempo, pode indicar que a ave está com frio ou desconfortável.

Olhos

As aves são capazes de dilatar ou contrair a íris dos olhos conforme a disposição. Geralmente indica que o papagaio está excitado, seja por ansiedade, curiosidade face a uma nova situação ou agressividade. Para ajudar a decifrar melhor o significado, deve-se analisar o conjunto de gestos da ave.

Cauda

Abanar a cauda lateralmente – Abanar a cauda pode indicar felicidade, tal como nos cães. Noutros casos ajuda à defecação e é um sinal importante para os donos que gostam de pegar em aves.

Abanar a cauda na vertical – Geralmente acompanhada com uma respiração ofegante, abanar a cauda desta forma indica que a ave está cansada e tem de recuperar o folgo. Se isto acontecer quando a ave não tiver praticado exercício, pode ser sinal de uma doença respiratória.

Abanar a cauda em leque – As aves conseguem afastar as penas da cauda para mostrar a sua envergadura. Geralmente é feito quando a ave se encontra irritada e é sinal de agressão.

Cabeça

Acenar – Abanar a cabeça para cima e para baixo ou fazer uma vénia é uma forma de chamar a atenção. Em aves criadas à mão, pode-se tornar um vício. Algumas aves doentes também evidenciam este comportamento, por isso é necessário estar atento ao comportamento total da ave para conseguir distinguir as duas situações.

Crista – Algumas aves, tais como a catatua e a caturra, têm uma crista móvel que usam para mostrar excitação. Os “verdadeiros” papagaios não possuem crista.

Se a crista estiver levantada até meio significa entusiasmo face a uma pessoa ou brinquedo. Quando erguida na totalidade, é um sinal de alarme, pois a ave está com medo ou prepara-se para atacar.

A posição normal, que significa que a ave está numa posição relaxada, é a crista baixa, com a ponta virada para cima. Se a crista estiver completamente baixa, então a ave está com medo e sente-se insegura.

As aves são animais extremamente comunicativos e capazes de transmitir aquilo que querem ou estão a sentir. Cabe ao dono manter-se atento para poder evitar ataques, corresponder aos carinhos e saber identificar quando a ave está doente ou desconfortável.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *