Iguanas: Falsos Mitos

Iguanas: Falsos MitosEmbora as iguanas que vivam em cativeiro possam durar até 20 anos, muitas acabam por morrer nos primeiros 6 meses de vida. Poucas duram mais do que dois anos. Existem duas razões que explicam este cenário sombrio: falta de informação sobre a forma correcta de tratar o animal e a relativa complexidade em cuidar deste réptil. Muitas vezes estes animais são adquiridos de forma impulsiva nas lojas, não havendo por parte dos compradores (e muitas vezes da própria loja) os conhecimentos mínimos sobre as necessidades nutricionais e ambientais do animal.

Falsos mitos

Embora a popularidade da Iguana como animal de estimação seja cada vez maior, as informações que existem sobre como cuidar do animal são escassas e por vezes erradas. Isto acabou por gerar algumas noções falsas, que muitas vezes provocam a morte do animal em cativeiro.

Estes são algumas das noções erradas mais comuns e que convém esclarecer:

As Iguanas só crescem o que o tamanho do seu terrário permitir

As iguanas crescem muito rapidamente, chegando a atingir os 1,5 metros se forem bem tratadas. Um terrrio pequeno vai provocar problemas de saúde no animal.

As iguanas não têm nenhuma necessidade especial

De facto a iguana precisa de bastante exposição à luz, devendo-se usar apenas lâmpadas do tipo UV-A e UV-B específicas para répteis. Sem esta exposição o animal não conserve absorver cálcio, o que pode levar à sua morte. Esta é uma das principais causas de morte nos animais em cativeiro.

O terrário ou aquário onde vivem deve ser amplo, com uma estrutura que lhes permita trepar e ter um ambiente com a temperatura ideal.

As iguanas são animais sem personalidade

Tal qual uma pessoa, cada iguana tem uma personalidade própria. E tal como o homem ficam mais vulneráveis a doenças quando vivem sobre stress, ou em condições adversas.

As iguanas são animais que necessitam de poucos cuidados

Alimentar uma iguana não é como alimentar um cão ou gato. Não basta abrir uma lata de comida e esperar que ela corra para comer. Estes animais precisam de uma alimentação variada de vegetais frescos e fruta, bem como de suplementos vitamínicos para se manterem saudáveis.

A domesticação de uma iguana requer tempo e paciência. Uma vez socializada, a iguana precisa de exercício regular e muita atenção e carinhos. É muito importante que interaja diariamente com o animal para se familiarizar com ele e aprender a interpretar os sinais que lhe transmite. Desta forma poderá detectar facilmente algum comportamento anormal que poderá ser sinal de doença.

As iguanas dão óptimos animais de estimação para crianças

Cuidar de uma iguana é muito mais complexo do que as tarefas que as crianças estão habituadas a fazer com os seus animais, como passear o cão ou mudar a caixa de areia do gato. Embora muitas iguanas sejam brincalhonas e calmas, todas têm uma boca cheia de dentes afiados. Se estiverem assustadas podem decidir utilizá-los. Acompanhe sempre as brincadeiras das crianças com o animal.

As iguanas não precisam de cuidados veterinários regulares

As iguanas têm uma tendência grande para apanhar parasitas. Devem ser vistas por um veterinário no mínimo de 6 em 6 meses. Também devem ser feitos testes ao sangue com regularidade para controlar os níveis de proteínas e minerais no sangue.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *