32H

Quantas horas dorme o gato por dia?

Os gatos normalmente passam dois terços da vida a dormir. Isto quer dizer que dormem em média 16 horas por dia.

Passam o dobro do tempo a dormir quando comparados com outros mamíferos. A quantidade de horas que os gatos dormem por dia varia conforme a idade, temperatura, fome, sentimento de segurança e sexualidade. Os gatos mais idosos são quem mais dorme, seguidos pelos gatos mais jovens. Quanto mais frio e chuvoso estiverem os dias, mais apetência os gatos têm para dormir. A fome faz com que os gatos passem mais tempo à procura de alimento e menos a dormir. Os gatos que se sentem mais seguros em casa acabam por domir mais. A sexualidade interfere com as horas de sono. As gatas no cio ou os gatos que as perseguem dormem menos do que o normal.

Os gatos são animais crepusculares que dormem durante o dia e ficam mais activos nos períodos em que o sol se põem e se levanta. O instinto de predadores faz com que por natureza tentem conservar o máximo de energia possível. Isso é possível dormindo.

Estudos demonstram que os gatos também entram em sono profundo como os humanos. Para além disso têm os mesmos padrões de ondas cerebrais que nós quando sonhamos. Por isso se o seu gato mexer os bigodes e os olhos por baixo das pálpebras, o gato está provavelmente a sonhar.

O sono leve dura entre 15 a 30 minutos e o gato geralmente posiciona-se de forma a conseguir rapidamente levantar-se e fugir. O sono profundo dura cerca de 5 minutos, a seguir aos quais regressa ao sono leve. Este padrão repete-se até o gato acordar.

Se o seu gato aparenta dormir mais do que o normal, se se comporta de forma depressiva, tem oscilações de peso ou sinais de doença, contacte o seu veterinário.

Deve também contactar o veterinário se o seu gato está a dormir menos do que o normal. Isto pode dever-se a uma doença chamada hipertiroidismo.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *