Será o réptil o animal ideal para mim?

SerOs répteis são cada vez mais populares entre todos os que gostam de animais de estimação. Algumas pessoas porque realmente gostam destes animais, outros apenas porque é uma moda, outros porque é excêntrico e dá nas vistas e outros ainda atraídos apenas pela aparente facilidade de manutenção.
Por estas razões, cada vez maior é o número de pessoas que, após adquirir um réptil, se arrepende. Para que não seja mais uma, sugerimos um conjunto de perguntas que deve fazer a si e às demais pessoas que co-habitam consigo.

1. Quero um animal apenas para olhar ou para pegar nele e socializá-lo?

Embora a maioria dos répteis que se compram nas lojas nasceram já em cativeiro e portanto estão mais habituados a viver com o homem. Mas nem todos são assim. As espécies mais exóticas como o Camaleão não deixam ser manipulados podendo mesmo reagir de forma agressiva. Como regra, se quiser um animal para andar com ele ao colo nunca compre um réptil. Por outro lado se o seu objectivo é apenas contemplá-lo então um réptil pode tornar-se no animal de estimação perfeito para si.

2. Quanto tempo posso dedicar ao meu animal?

Qualquer animal precisa de 15 a 30 minutos de observação diária. A não observação não permite que sejam detectados eventuais sintomas de doença o que significa irresponsabilidade e negligência por parte do dono. Muitos répteis precisam de ser alimentados diariamente assim como necessitam de algumas rotinas de higiene também diárias. Deste modo, se não pode ou não quer dar atenção diária ao seu animal então não opte por um réptil, ou melhor, não opte por animal nenhum.

3. Posso sustentar os cuidados médicos?

Todos os répteis precisam de ser examinados por um médico veterinário de répteis imediatamente após serem comprados e pelo menos uma vez por ano em manutenção. Como normalmente os répteis não demonstram os sintomas de doença até estarem realmente muito doentes. O veterinário é a pessoa indicada que poderá detectar esse eventuais sintomas actuando ainda em tempo útil.

4. Posso (ou quero) comprar o correcto habitat para o meu réptil?

Todos os répteis requerem um terrário que reproduza de uma forma fiel o seu habitat selvagem. Quer em termos de decoração como principalmente em termos de luminusidade, aquecimento e alimentação. Um habitat deficiente ou incorrecto é uma das principais causas de doenças nos répteis mantidos em cativeiro. É claro que o habitat correcto custa algum dinheiro e ocupa algum espaço lá em casa!

Após ponderar sobre estas questões certamente que irá tomar a decisão correcta. Apesar de termos realçado estas questões sob a vertente réptil, estas questões servem também de ponderação para a compra de qualquer animal de estimação. Como o próprio nome indica, um animal de estimação deve ser tratado de forma responsável, cuidadosa e atenta.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *