Tartarugas: Características e Doenças

 

Tartarugas: CaracterAs tartarugas pertencem à ordem Chelonia dos répteis (classe Reptilia) onde estão também incluídas outras espécies como os crocodilos. Estes animais são extremamente sensíveis e requerem cuidados muito especiais. Mais do que lhes prestar cuidados físicos, é importante conhecer a fundo o seu modo de vida, as suas reacções e as suas necessidades. Quando enquadradas num ambiente doméstico facilitador de uma boa qualidade de vida, uma tartaruga pode viver mais de 60 anos, sendo deste modo um amigo que acompanha o seu dono praticamente durante toda a vida. Antes de adquirir uma tartaruga pense bem se vai ter disponibilidade suficiente para se dedicar ao seu animal de estimação.

Ao adquirir uma tartaruga algumas são as questões que poderão surgir, tais como: quantas, de que sexo, de que idade, será saudável?

Uma tartaruga não tem qualquer necessidade de viver em sociedade pelo que para iniciado recomendamos mesmo a aquisição de uma única tartaruga. Desta forma poderá facilmente ganhar experiência e mais tarde então, presentear a sua tartaruga com companheiros. Ao juntar tartarugas com uma que habitualmente vivia só tome algumas precauções para que a integração seja pacífica. Como qualquer animal selvagem, a tartaruga tem uma tendência natural para demarcar o seu território e fazer a vida difícil a potenciais intrusos.

A escolha do sexo não tem grande importância, no entanto, se for importante para si, tente comprar um exemplar já quase adulto, pois será mais fácil detectar o seu sexo. Comparando dois exemplares com tamanho idêntico, o macho tem a cauda mais comprida e geralmente as unhas das patas dianteiras mais compridas que as fêmeas que mesma espécie.

Relativamente à idade, deverá sempre tentar comprar um exemplar perto da idade adulta. No entanto, não sabendo a data de nascimento pode sempre fazer um cálculo meramente empírico sabendo que ao final de três anos, a tartaruga já atingiu um terço do tamanho final.

Para avaliar o estado de saúde da tartaruga que vai comprar analise com cuidado a carapaça – não pode estar mole nem deteriorada; os olhos e nariz devem estar limpos e não apresentar corrimentos; os olhos devem estar abertos e brilhantes.

Doenças mais frequentes nas Tartarugas


Carapaça

Quando a carapaça se apresenta mole, isto pode, provavelmente, ser causado por deficientes níveis de cálcio e/ou por falta de raios ultravioleta. Se for numa situação inicial, pode ser resolvido através de uma dieta especial rica em cálcio e de exposições frequentes a raios UV, se estiver já numa fase avançada o animal pode mesmo ter de receber injecções de cálcio. Em qualquer um dos casos consulte sempre um veterinário.

Pode acontecer que por qualquer acidente (queda ou esmagamento por exemplo) esta se parta. Neste caso deve ir imediatamente a um veterinário, pois se a assistência for rápida, o anima tem francas hipóteses de se curar.

Fezes líquidas e com mau cheiro intenso

Esta situações poderá ser causada por uma infecção na zona intestinal e pode ser tratada através de medicações específica que o seu veterinário lhe receitará após analisar as fezes do animal. Deve também efectuar uma desinfecção profunda a todo o terrário.

Pneumonia

Causado por correntes de ar a que as tartarugas são especialmente sensíveis, pode ser facilmente detectado pela respiração ruidosa da tartaruga e pelo aparecimento do bolhas no nariz e garganta. Deve recorrer rapidamente a um veterinário.

Prolapso intestinal

O intestino sai da cloaca por alguma disfunção, tendo a tartaruga que ser operada rapidamente. Nas tartarugas aquáticas existe um comportamento semelhante mas não do intestino mas sim do pénis. Nesse caso a situação normaliza passado alguns minutos sem ser preciso intervenção cirúrgica.

Descamação da carapaça

Em condições normais não apresentará qualquer doença, uma vez que é uma situação normal nos répteis. No entanto, se a muda for anormal (aos pedaços por exemplo) deve recorrer imediatamente a um veterinário, pois podemos estar perante a acção de ácaros ou carraças.

As tartarugas que habitualmente coabitam com o Homem como animal de estimação podem ser divididas entre Tartarugas Terrestres, Tartarugas dos Pântanos e Tartarugas Aquáticas. Uma vez que cada tipo tem necessidades e especificidades próprias, poderá encontrar aqui variada informação divididas na classificação acima mencionada: terrestres, dos pântanos e aquáticas.

Originalmente publicado na Arca de Noé: Fonte
Algumas imagens poderão conter direitos de autor, indicados na fonte.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *