doencas-do-cao-prevencao-e-tratamento

Conhece as Doenças mais perigosas do Cão? – Prevenção e Tratamento

Conhece as doenças mais perigosas para o seu cão?

A maioria dos sintomas de doenças do cão são detectados tardiamente, quando é difícil até mesmo aos médicos veterinários curar a doença. A prevenção das doenças e o tratamento atempado podem fazer toda a diferença.

Doenças causadas por bactérias e parasitas podem causar danos nos órgãos do cão e podem mesmo conduzir à morte do seu animal de estimação.

Há vários sintomas comumente observados em animais, através da qual pode facilmente prever se o animal está a enfrentar algum problema, por exemplo, nariz seco, vómitos regulares, aumento da sede, perda de peso, perda de pigmento, etc..

Mas agir de imediato pode salvar a vida ao seu animal de estimação.

E prevenir, pela vacinação ainda é a melhor forma de proteger.

Por isso….

Sabe quais são as principais doenças do cão, e qual a sua prevenção e tratamento?

 

Aqui endereçamos algumas das mais perigosas e que deve ter especial atenção

 

Raiva em Cães

A raiva é uma doença terrível que pode ser transmitida aos seres humanos e animais. A raiva pode ser transmitida facilmente através do contato dos animais infetados.

A infecção da doença é considerado de 2 a 12 semanas e esta infecção pode permanecer no corpo do animal durante dois anos.

Os principais sintomas da doença incluem paranóia, insónia, agitação, ansiedade e confusão. Provoca uma encefalite grave, quase sempre fatal.

 

Existe tratamento para a raiva?

Não há tratamento bem sucedido para a raiva assim que os sintomas se desenvolvem.

O desenvolvimento da doença pode ser evitado se a vacina de imunoglobulina anti-rábica for administrada imediatamente após a exposição. É considerado o tratamento de pós-exposição, mas só eficaz se for feito imediatamente após infeção.

Como pode a raiva pode ser evitada?

1. Proteger todos os cães e gatos por vacinação. A vacinação anual é obrigatória para cães, sendo requisito para emissão de licença em Portugal. Embora não obrigatória, também é possível proteger cavalos, gado bovino e ovino por vacinação.

2. Controlo de animais abandonados. O abandono de cães e gatos expõe-os à infeção de raiva por vi de outros animais abandonados ou selvagens, podendo depois transmitir a infecção a moradores da comunidade e seus animais de estimação.

3. Nos humanos: Se for mordido ou arranhado por um animal suspeito de infeção por raiva, deve imediatamente contactar o seu departamento de saúde local. O tratamento nas primeiras horas é essencial.

 

Outras doenças perigosas para os cães:

 

Dirofilariose:

A Dirofilariose é uma doença provocada por um parasita designado por Dirofilaria immitis.

Esta doença afecta o sistema circulatório, as serosas, o tecido conjuntivo e os ligamentos. O cão, o gato e o homem são hospedeiros definitivos, sendo que os parasitas alojam-se no ventrículo direito e artérias pulmonares.

Em Portugal as zonas mais afectadas são as bacias fluviais do Tejo, Douro, Sado, Mondego e Ilha da Madeira.

Quais são os sintomas da Dirofilariose?

Os sintomas aparecem gradualmente, geralmente manifestando fácil fadiga, dificuldades respiratórias, cansaço, intolerância ao exercício, vómito esporádico, e uma leve tosse.

Se não tratada, eventualmente, leva à morte por insuficiência cardíaca.

Como se faz a prevenção da Dirofilariose?

A partir dos 6 meses de idade deve iniciar a prevenção com comprimidos mensais até ao 1º ano de idade.

Nessa altura pode optar por uma injecção anual de desparasitante ou continuar os comprimidos mensais.

 

Esgana em Cães:

A esgana é uma doença viral, provocada pelo vírus da esgana canino, muito contagiosa entre cães, incurável, e quase sempre fatal.

Afecta sobretudo cachorros entre os 3 e os 6 meses.

A vacinação é a única forma eficaz de reduzir a sua incidência.

 

Como acontece a infeção por Esgana?

A infeção ocorre por contacto directo entre cães infectados, já que o vírus existe nas narinas e corrimento ocular e os animais infectados podem contagiar com o vírus durante vários meses, sendo o contágio muito rápido em canis e concursos ou no contacto com cães abandonados.

Quais são os sintomas de Esgana?

Afecta o sistema respiratório, gastro-intestinal e nervoso e por isso os seus sintomas são variados, dependendo da fase da doença.

Fase 1: Febres altas , vómitos, mal-estar, pouco apetite, diarreia, desidratação

Fase 2: Tosse (além dos sintomas acima)

Fase 3: Sangue no nariz e nos olhos, convulsões, espasmos, paralisia

 

Como se faz o tratamento de Esgana?

Após a infeção, o tratamento não impede que o vírus ataque o sistema nervoso, pelo que a probabilidade de cura é baixa e o tratamento complementar normalmente focado em minorar infecções secundárias e sintomas (convulsões, diarreia, pneumonia, sangramento, …).

A única forma eficaz de prevenção é a vacinação ás 6 semanas, seguida de pelo menos 2 reforços separados de 3 a 4 semanas. Até completarem todas as vacinas os cachorros devem ser mantidos afastados de outros cães mesmo que estes estejam vacinados

 

 

 

Avaliação:
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *