Apelo Externo: Animal Desaparecido Anúncio 53814

Sabe quais são as doenças mais comuns em cães e gatos?

Ter um animal de estimação é sempre bom, mas acarreta responsabilidades. Cães e gatos são os animais de estimação mais comuns e, conhecer quais são as doenças mais graves ou usuais e como agir perante elas,pode fazer a diferença.

Sabe quais são as doenças mais comuns em cães e gatos?

Vamos ver quais são:

 

Cães

 

Esgana (Cinomose Canina):

Doença infecciosa provocada por vírus. Extremamente contagiosa, pode afetar os sistemas digestivos, respiratórios e nervoso do animal. Provoca picos de febre, diarreia, pneumonia e convulsões, levando frequentemente o animal à morte. Não existe tratamento 100% eficaz contra esta doença, sendo a vacinação o melhor método de controle.

 

Parvovirose:

Provocada por vírus e altamente contagiosa. Ataca principalmente animais jovens, podendo causar febre, apatia, vómitos e diarreias com sangue, levando o animal à desidratação, que pode ser de extrema gravidade. Um esquema vacinal múltiplo é fundamental na prevenção desta doença.

 

Coronavirose:

Provocada por vírus, é altamente contagiosa. Ataca principalmente animais jovens, podendo causar febre, apatia, vômitos e diarréia com sangue, levando o animal à desidratação, que pode ser muito grave. Um esquema vacinal múltiplo é muito importante na prevenção desta doença.

 

Parainfluenza:

Causada por vírus, acomete o sistema respiratório de cães, podendo ser muito severa em animais jovens. Pode favorecer a instalação de outros agentes infecciosos (ex: esgana).

 

Hepatite Infecciosa Canina:

Também viral e altamente contagiosa. Provoca febres e severos danos nos rins, fígado e outros órgãos dos animais acometidos, podendo levá-los à morte.

 

Leptospirose:

Doença infecciosa provocada por bactérias. Tem extrema gravidade, pois pode provocar a morte do animal e ser transmissível a seres humanos. Provoca desde dores generalizadas à hemorragia interna e danos severos no fígado, podendo levar o animal a uma icterícia (fica amarelado). A transmissão se dá pelo contato com a urina de animais infectados. A vacinação semestral contra esta doença (nas áreas endêmicas) é de muita valia na sua prevenção.

 

Leishmaniose visceral (Calazar):

Causada por protozoário parasita da corrente sanguínea, pele e vísceras de animais e pessoas infectadas. Transmitida por um mosquito, conhecido popularmente pelo nome de mosquito palha. Não existe tratamento que garanta a cura do animal mas sim medicamentos que produzem melhora clínica e o desaparecimento dos sintomas. O controle é feito através de vacinação, uso de coleiras e produtos repelentes, combate do vetor através de pulverizações dos ambientes e manter quintais limpos, etc.

 

Gatos

 

Panleucopenia Felina:

Doença provocada por vírus. Muito contagiosa, atinge gatos de todas as idades (principalmente filhotes). Causa febre, vômitos, diarréia e desidratação, que pode ser muito severa. Pode provocar a morte do animal. A vacinação é muito eficiente na prevenção desta doença.

 

Complexo Respiratório Felino:

É um conjunto de doenças infecciosas bacterianas virais e clamidiose, que podem atingir todo o sistema respiratório do animal. Os sintomas são muito variados, de acordo com o agente envolvido, e vão desde febre, tosse, conjuntivite e pneumonias. Acomete filhotes principalmente.

 

Leucemia Felina (FeLV):

Doença provocada por vírus. O reservatório natural do vírus na natureza é o gato assintomático persistentemente virêmico. A infecção de outros gatos geralmente exige um contato prolongado e íntimo, sendo a saliva e a urina as principais vias de eliminação do vírus.

 

Vírus da Imunodeficiência Felina (FIV)

O FIV é um vírus que ataca o sistema imunitário, o que proporciona o fácil aparecimento de infecções e outras doenças. Por isso, por vezes é chamada a esta doença a SIDA dos gatos.

É transmitido pelo sangue de um gato infectado, por exemplo durante lutas de gatos que provocam feridas abertas. Podem viver vários anos antes de se detetar que são FIV positivos mas, se sintomas como falta de apetite, emagrecimento, febre, diarreia ou dificuldades respiratórias persistirem, é melhor fazer o teste. Após contágio , o vírus aloja-se no corpo para sempre e não existe cura, mas podem viver uma vida normal e longa, desde que tenham alimentação saudável e equilibrada, com suplementos vitamínicos, a vacinação em dia, e manterem-se dentro de casa, para não ficarem doentes e ou transmitirem a infeção a outros gatos.

 

Peritonite Infecciosa Felina (PIF)

É um vírus que contamina o abdómen, o fígado, rins, cérebro e sistema nervoso, criando nessas zonas abcessos e infecções. A infeção ocorre de duas formas: através do contacto com as fezes de um gato contaminado ou através da amamentação, em que a gata infecta as suas crias. Os sintomas são a perda de apetite, emagrecimento, anemia, diarreia, febre, abdómen distendido, gânglios linfáticos inchados. É uma doença fatal para os gatos, não existindo cura.

 

Cães e Gatos

 

Raiva:

Certamente a doença mais assustadora. O vírus da raiva ataca o sistema nervoso central dos animais e do homem e é fatal. Pode ser transmitida aos seres humanos e a animais, através da mordida de outros animais contaminados. A vacinação anual de cães e gatos é o meio protetivo mais eficiente contra esta doença.

Avaliação:
2 respostas
  1. Maria Manuela Brito diz:

    Tenho um cão com 14 anos sendo 8 com leishmaniose! Teve uma recaída o ano passado e voltei a fazer o mesmo tratamento (milteforan)! Devido à idade tem cataratas, falta de audição, mas come muito bem embora esteja magro! A medicação é alopurinol, Nélio, karsivan 50,kimimove! Tem anemia! Será que há alguma alimentação que o possa ajudar? Agradeço a vossa disposição

    Responder

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *