Processionária – Uma lagarta perigosa Thaumetopoea pity de nome científico, est…

Processionária – Uma lagarta perigosa

Thaumetopoea pity de nome científico, esta lagarta é vulgarmente conhecida como lagarta do pinheiro ou processionária. Parte do seu ciclo de vida ocorre na copa dos pinheiros, no entanto, no fim do inverno e durante a primavera estas abandonam a copa dos pinheiros e dirigem-se em procissão (daí o seu nome) para se enterrarem a alguns centímetros de profundidade e então completarem o seu ciclo de vida. Esta constitui a altura mais perigosa para os nossos animais de estimação, que sendo naturalmente animais curiosos vão cheirar e por vezes lamber esta lagarta que possui pêlos urticantes que secretam substâncias toxicas, como a taumatopoína, que quando entram em contacto com o nariz ou língua do animal podem desencadear reações alérgicas ligeiras, como prurido ou eritema, ou até mesmo reações bastante severas podendo inclusivamente em casos mais extremos levar à morte.
Os sinais típicos incluem salivação intensa, dificuldade em comer e beber, dificuldade respiratória, focinho inchado, tremores, aumento do tamanho da língua, entre outros.
Caso o seu animal apresente algum destes sintomas ou suspeite que este possa ter tido contacto com a processionária, isto constitui uma emergência médica, pelo que deve de imediato levá-lo ao seu Médico Veterinário.

Os nossos contactos
212 255 084 / 964 892 879

No Fogueteiro, em frente à MAXMAT e ao Shoping Rio Sul.

Rua Estácio da Veiga, nº 5 Fogueteiro
2845-153 Amora Setúbal

GPS 38.612796,-9.108321

Veja também no Facebook

2 respostas
  1. Nickellegierungsbefestiger diz:

    Hello there! Quick question that’s totally off topic. Do you know how to make your site mobile friendly? My website looks weird when browsing from my iphone 4. I’m trying to find a theme or plugin that might be able to resolve this problem. If you have any recommendations, please share. Thanks!

    Responder

Deixe uma resposta

Quer contribuir para a discussão?
Sinta-se a vontade para contribuir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *